Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Concurso para a privatização do grupo Média Nova acontece em breve

Manuel Homem que falava no Parlamento esclareceu que os órgãos suspensos por transgressão administrativa, estão a trabalhar na regularização dos processos no sentido de exercerem a actividade dentro das normas e da lei.

Luanda /
22 Jul 2021 / 18:51 H.

O Executivo vai abrir em breve um concurso público para a privatização do grupo Média Nova que (inclui o jornal O País, a Rádio Mais e a TV Zimbo), informou esta quinta-feira (22), em Luanda, o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Manuel Homem que falava no Parlamento esclareceu, igualmente, que os órgãos suspensos por transgressão administrativa, estão a trabalhar na regularização dos processos no sentido de exercerem a actividade dentro das normas e da lei.

Gestão da Movicel

Manuel Homem desmentiu informações segundo as quais a Angola Telecom é accionista maioritária na operação da Movicel. “Ela não é. É apenas uma participada da empresa”, reforçou.

Em relação à Angola Telecom, adiantou que enquanto empresa pública responsável pelo serviço de infra-estruturas e apoio às comunicações tem sido o maior desafio.

“No âmbito do programa de reestruturação em curso na empresa, abrimos recentemente um concurso publico internacional para colocar a gestão das infra-estruturas passivas da rede da AngolaTelecom a um operador privado”, disse.

O ministro avançou que o concurso é publico e internacional para permitir que exista uma maior gestão infra-estruturas e garantir que os operadores que estão no mercado ou outros que pretendem entrar tenham um serviço partilhado e de menor esforço no âmbito do investimento que pretendem realizar no país.

Projecto Angosat

Na mesma ocasião, Manuel Homem garantiu que o projecto Angosat está em curso e não há qualquer limitação na execução do projecto, cujos prazos estão a ser observados.

Garantiu que tem havido serviços de compensações do Angosat 1.”E nós podemos dar exemplos concretos. A Televisão Pública Angola, Rádio Nacional, serviços de telemedicina, serviços de disponibilização de internet grátis ao cidadãos nas mediatecas e praças públicas emitem com o sinal de compensação do Angosat 1”, sublinhou Manuel Homem.

Fonte: Jornal de Angola