Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Combustíveis ficam hoje mais baratos em média quase 7% em Cabo Verde

Em comunicado, a ARME refere que a actualização dos preços máximos dos combustíveis em Cabo Verde para Dezembro voltou a levar em conta a introdução de alterações à legislação, nomeadamente sobre a importação.

Luanda /
01 Dez 2022 / 09:04 H.

O valor médio dos combustíveis à venda em Cabo Verde desceu hoje 7%, mas ainda permanece quase 28% acima dos preços praticados há um ano, segundo a Agência Reguladora Multissetorial da Economia (ARME).

Em comunicado, a ARME refere que a actualização dos preços máximos dos combustíveis em Cabo Verde para Dezembro voltou a levar em conta a introdução de alterações à legislação, nomeadamente sobre a importação, depois de em Abril, Maio e Junho o Governo ter suspendido o mecanismo de fixação de preços, face à crise económica provocada pela guerra na Ucrânia.

Esta descida média no preço dos combustíveis segue-se ao aumento de 2,7% em Novembro e descidas consecutivas em Agosto, Setembro e Outubro.

A actualização dos preços dos combustíveis volta a incorporar alterações às taxas de Direitos de Importação (DI) e de Imposto sobre o Consumo Especial (ICE), aplicadas desde o mês Agosto e em vigor até 31 de Dezembro. Implica a redução da taxa de DI sobre a gasolina de 20% para 10%, e sobre o fuel 180 e 380 de 5% para 0%, além de reduzir a taxa de ICE sobre o gasóleo e a gasolina, mudando de 10% para a específica de seis escudos (cinco cêntimos de euro) por litro, recorda a ARME.

De acordo com a nova tabela de preços máximos, que vai vigorar até 31 de Dezembro, o litro de gasóleo normal passou hoje a ser vendido em Cabo Verde a 157,10 escudos (1,40 euros), uma descida 9,97%, o de gasolina a 143,90 escudos (1,28 euros), menos 0,62%, o de petróleo a 167,40 escudos (1,50 euros), menos 4,23%, e o de gasóleo marinha a 124,50 escudos (1,11 euros), menos 10,75%.

O gasóleo para electricidade, as centrais a combustíveis fósseis garantem quase 80% da electricidade produzida no arquipélago, desceu 10,46%, para 148,10 (1,32 euros) por litro, enquanto o gás butano passa a ser vendido entre os 449 escudos e os 8 672 escudos (4,02 a 77,5 euros), para as garrafas de três a 55 quilogramas, menos 4,19%.