Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Bolsas europeias preocupadas com ameaça de veto da Hungria e da Polónia

As principais bolsas europeias abriram hoje em baixa, preocupadas com os possíveis obstáculos ao Fundo de Reconstrução Europeia depois da ameaça da Hungria e da Polónia de vetar o orçamento europeu ao qual estão vinculados os fundos.

Luanda /
17 Nov 2020 / 11:17 H.

Cerca das 08:45 em Luanda, o EuroStoxx 600 desvalorizava-se 0,05%, para 389,60 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt recuavam 0,22%, 0,26% e 0,03%, respectivamente, bem como a de Madrid que caía 0,56%.

Milão era a excepção, já que subia 0,23%.

Depois de ter aberto em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 08:45, o principal índice, o PSI20, descia 0,69% para 4.395,83 pontos.

À espera de que hoje se analise o orçamento da União Europeia para 2021-2027 e se publiquem os números da produção industrial dos Estados Unidos, os investidores também estão pendentes da reunião do comité conjunto da OPEP+.

Na segunda-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em alta, com o Dow Jones a subir 1,60%, para 29.950,44 pontos, um novo máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq terminou a valorizar-se 0,80% para 11.924,13 pontos, contra o actual máximo de sempre, de 12.056,33 pontos, em 02 de Setembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1859 USD, contra 1,1842 USD na segunda-feira e o máximo desde 15 de Maio de 2018, de 1,1944 USD, em 31 de Agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em Janeiro abriu também com tendência positiva, a cotar-se a 44,06 USD no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 43,82 USD na segunda-feira e o máximo desde Março, de 48,29 USD, em 25 de Agosto.