Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

BCE relança compra líquida de ativos

O Banco Central Europeu anunciou que vai reiniciar a compra líquida de activos em novembro, com a aquisição de dívida no valor de 20 mil milhões de euros por mês durante o período em que for necessário.

Europa /
13 Set 2019 / 10:00 H.

“O Conselho de Governadores espera que a compra líquida de activos dure o tempo que for necessário para reforçar o impacto acomodatício das taxas, e termine pouco antes de uma subida das taxas”, referiu o BCE, em comunicado.

Numa sondagem conduzida pela Bloomberg na semana passada, o consenso dos analistas apontava para um programa com compra de 30 mil milhões por mês a partir de outubro e durante um ano.

O banco central liderado por Mario Draghi anunciou ainda um corte de 10 pontos base na taxa de depósito, para -0,50%.

A taxa de juro directora na zona euro permanece em 0% e a taxa aplicável à facilidade permanente de cedência de liquidez fica em 0,25%.

No entanto, o BCE alterou, conforme esperado e sinalizado, o forward guidance em relação às taxas de juro. Enquanto até agora o banco central indicava uma data específica (que na última reunião tinha sido apontada para o final da primeira metade de 2020) para assinalar até quando iria manter as taxas em níveis atuais, ou até inferiores, a partir de agora esse calendário em aberto.

“O Conselho de Governadores espera agora que as principais taxas de juro permaneçam nos níveis atuais ou mais baixas até ver o outlook da inflação a convergir de forma robusta para um nível suficientemente perto, mas abaixo de, 2% dentro do horizonte da projecção e que essa convergência seja consistentemente refletida nas dinâmicas de inflação”, explicou.