BBVA vê economia portuguesa a crescer apenas 1,5% este ano

O banco espanhol vê agora o PIB português a crescer 1,5%, três décimas abaixo da anterior projecção, e quatro décimas abaixo da meta do Governo.

Europa /
16 Abr 2019 / 12:28 H.

“Este cenário apresenta-se num contexto de desaceleração da economia global, em particular da europeia, somada à existência de riscos ainda numerosos”, justifica o BBVA na nota de pesquisa divulgada esta terça-feira.

O Governo reviu esta segunda-feira a meta de expansão da economia nacional para 1,9% para este ano no Programa de Estabilidade 2019-2023. No Orçamento do Estado para 2019, as Finanças tinham como meta um crescimento do PIB de 2,2%.

No início de abril, o Fundo Monetário Internacional (FMI) também reviu em baixa ligeira o crescimento da economia portuguesa este ano e prevê agora uma expansão de 1,7% este ano. As projecções da instituição liderada por Christine Lagarde convergem com as da Comissão Europeia. Também o Banco de Portugal estima que a economia portuguesa deverá continuar a crescer até 2021, mas a um ritmo ligeiramente inferior ao registado nos últimos anos. A instituição liderada por Carlos Costa reviu em baixa ligeira o crescimento do PIB para este ano, estimando uma expansão de 1,7%, com um menor peso das exportações.

De acordo com a economista Angie Suárez, a recuperação da economia nacional “irá prolongar-se”, suportada “pela inércia positiva” da procura interna, que “teria permitido uma evolução de 0,3% do PIB no primeiro trimestre do ano”, assim como de uma “recuperação progressiva da procura externa”.