Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Banco atrasa concessão de crédito por incumprimento das empresas

A insuficiência de requisitos, por parte de algumas empresas que concorrem ao Programa de Apoio ao Crédito (PAC), está a atrasar o processo de concessão de empréstimos bancários para alavancar a produção nacional e diminuir a importação de bens e serviços no país.

Angola /
06 Dez 2019 / 13:06 H.

Para o Banco Angolano de Investimento (BAI), que hoje realizou um workshop, em Luanda, para potenciar os empresários ligados a agro-pecuária de conhecimentos adicionais relacionados com o PAC, as exigências em torno do “compliance” (boas práticas), contabilidade organizada e projectos bem elaborados constituem os principais entraves que está na base do atraso da concessão do crédito bancário às empresas.

Segundo o administrador executivo do BAI, José Castilho, os instrumentos de análise de risco de crédito do banco, a informação de qualidade prestada em termos de demonstrações financeiras, experiência de equipa de gestão, garantias, plano de negócio e histórico bancários e jurídicos, também fazem parte dos requisitos exigidos para ter acesso ao empréstimo.

Sem avançar os montantes concedidos aos devedores, no quadro do PAC, José Castilho adiantou que o BAI já registou a entrada de mais de 30 projectos, que estão em fase de avaliação e aprovação.

“Estamos preparados para a concessão de créditos, daí a nossa maior exigência de análise dos projectos, para que de facto não haja situações de incumprimento, que depois acarretam em prejuízos para os bancos”, sublinhou.

Com foco nas pequenas e médias empresas (PME’s), o BAI observa que muitas dessas empresas ainda não têm o nível de organização exigida, apesar de algumas já começarem a preparar-se melhor.