Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

BAI viu lucros em Cabo Verde aumentarem 384% em 2021

O BAI Cabo Verde é detido em 88,96% pelo BAI (Angola) e a petrolífera Sonangol Cabo Verde com 9,20%. Os restantes 1,84% das acções pertencem à Sociedade de Investimentos (SOGEI).

Luanda /
01 Jul 2022 / 10:39 H.

Os lucros do Banco Angolano de Investimentos (BAI) Cabo Verde, participado também pela petrolífera Sonangol, aumentaram 384% em 2021, para 1,3 milhão de euros, segundo dados do relatório e contas, consultado pela Lusa.

No documento, o conselho de administração reconhece que o “desempenho económico foi positivo” e que o crescimento dos resultados líquidos, juntamente com o aumento de capital de seis milhões de euros, “foi relevante para o aumento da solidez financeira do banco, incrementando a posição dos fundos próprios e determinando um aumento do rácio de solvabilidade de 14,22% para 23,74%”.

O BAI Cabo Verde é detido em 88,96% pelo BAI (Angola) e a petrolífera Sonangol Cabo Verde com 9,20%. Os restantes 1,84% das acções pertencem à Sociedade de Investimentos (SOGEI).

O conselho de administração decidiu distribuir 35% dos lucros de 2021 como dividendos aos accionistas, aplicando os restantes em reservas, obrigatórias (10%), de estabilização de dividendos (8%) e livres (47%), segundo o documento.

O BAI Cabo Verde era detido no final de 2020 em 83,85% pelo BAI (Angola), com a petrolífera Sonangol Cabo Verde a ter uma quota de 13,45% e a Sociedade de Investimentos SOGEI uma participação de 2,69%.

Após o aumento de capital no final de 2021, com a entrada em dinheiro de 661,5 milhões de escudos (seis milhões de euros), o BAI Angola reforçou a sua posição, para uma quota de 88,96%, enquanto a Sonangol Cabo Verde e a SOGEI, mantendo o mesmo número de acções, viram as respectivas posições cair para 9,20% e 1,84%.

A administração refere na mensagem no relatório e contas que em 2021, “apesar do cenário adverso”, o BAI Cabo Verde “manteve a dinâmica de crescimento com a carteira de clientes a crescer de 36.002 para 40.335, tendo prosseguido com a expansão da rede comercial”.

“A estratégia de crescimento alicerçou-se também numa intensa actividade comercial, que resultou no aumento da carteira de créditos em 7,6% e estabilização dos depósitos com crescimento de 1,7%”, sublinha ainda a administração.

No cômputo geral dos bancos comerciais que operam no mercado em Cabo Verde, o BAI apresentou em 2021 crescimentos em termos de quota nos activos, de 8,59% para 8,75%, ultrapassando os 24.882 milhões de escudos (225,1 milhões de euros), nos depósitos, de 6,17% para 6,29%, para 14.443 milhões de escudos (130,6 milhões de euros), e nos créditos, de 13,79% para 14,24%, para 17.368 milhões de escudos (157,1 milhões de euros), incluindo títulos da dívida pública.