Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Angola volta a ter adidos comerciais

Algumas representações diplomáticas do País vão voltar a ter adidos comerciais, actividade que se encontrava suspensa desde Agosto por razões de carácter financeiro, disse terça-feira em Luanda o ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem, ao dirigir-se aos deputados da Assembleia Nacional.

Luanda /
27 Nov 2019 / 08:54 H.

O Ministério das Relações Exteriores, com base na proposta do Ministério do Comércio, encerrou as representações comerciais e fez cessar as funções de 10 representantes e adidos comerciais de Angola no exterior do país, medida essa que foi tomada no quadro do processo de redimensionamento, reorganização, reestruturação e do novo alinhamento da rede diplomática e consular de Angola.

O ministro do Comércio disse agora aos deputados, no âmbito da apreciação da proposta de Lei do Orçamento Geral do Estado para 2020, ter sido já acordado com o Ministério das Relações Exteriores o reinício da actividade de alguns dos adidos comerciais.

Os novos adidos comerciais, precisou, vão trabalhar nas representações diplomáticas de Angola junto da Organização Mundial do Comércio (Suíça), da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (África do Sul), da Zona de Comércio Livre de África (Acra) e na Bélgica, Estados Unidos da América e China.

Joffre Van-Dúnem adiantou, por outro lado, que as representações comerciais mencionadas vão ter um total de 12 funcionários, “um a dois por cada adido”, uma redução significativa face aos 60 anteriores, segundo Angop.