Angola procura atrair investimentos com fórum económico em Cantão

Zona Económica Especial Luanda-Bengo e respectivo potencial foram tema para uma apresentação a empresários chineses no decurso do Fórum de Investimento Angola/China, realizado em Cantão, capital da província de Guangdong, segundo informação oficial.

Luanda /
16 Abr 2019 / 08:29 H.

No decurso do Fórum, que decorreu no passado sábado, o presidente da ZEE Luanda/Bengo, António Henriques da Silva, disse que a zona, com uma área de 178 mil hectares, disse que o espaço está em progressão em termos de instalação de fábricas, como sejam de produtos metálicos, equipamentos agrícolas e de energia, entre outros.

“A Zona Económica Especial Luanda-Bengo tem abundantes recursos minerais, mão-de-obra jovem, uma boa localização geográfica, baixos custos de transporte e logística e um mercado nacional de consumidores estimado em cerca de 30 milhões de pessoas, sendo estas as nossas vantagens competitivas”, disse.

O governo através do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), tem em curso um processo de venda de sete empresas naquela ZEE, que já atraiu o interesse de mais de 60 investidores nacionais e internacionais, estes últimos de Portugal e de Espanha.