Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Angola junta-se à declaração de Abidjan

Com a Declaração de Abidjan, os países africanos estabelecem uma Agenda comum de priorização das intervenções do Grupo Banco Mundial no continente, assente em três áreas principais.

Luanda /
16 Jul 2021 / 09:23 H.

Os Chefes de Estado e de Governos de África aprovaram, recentemente, em Abidjan, Côte d’Ivoire, a Declaração de Abidjan, apelando aos doadores e parceiros internacionais para uma mobilização de recursos de USD 100 mil milhões para o reabastecimento do IDA 20.

Com a Declaração de Abidjan, os países africanos estabelecem uma Agenda comum de priorização das intervenções do Grupo Banco Mundial no continente, assente em três áreas principais.

Trata-se do desenvolvimento do capital humano, a criação de emprego através de políticas de desenvolvimento do sector privado e recuperação económica.

A ministra das Finanças, Vera Daves, que interveio na Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo, em representação do Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, enfatizou o conjunto de desafios económicos e sociais enfrentados pelos países africanos antes do surgimento da COVID-19, incluindo recessões económicas.

Para a governante, o conjunto de dificuldades foi ampliado devido aos efeitos da pandemia e "com a falta de acesso às vacinas o cenário só piora”.

Vera Daves acrescentou que o actual cenário requer uma acção coordenada, ambiciosa e comprometida dos parceiros e doadores da IDA, das instituições multilaterais e dos países africanos que ajudarão a apoiar e se beneficiar desta reposição, sublinhando que Angola junta a sua voz nesta iniciativa africana.