Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Angola engajada no processo de integração regional da SADC

Milton Reis adiantou que o MEP participou a 21 deste mês no workshop sobre “A avaliação do impacto da adesão de Angola ao acordo de parceria económica UE-SADC”.

Luanda /
22 Jul 2021 / 14:52 H.

Angola está engajada no processo de integração regional da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) e da União Africana, assegurou hoje, em Luanda, o secretário de Estado para o Planeamento, Milton Reis.

Falando no habitual briefing do Ministério da Economia e Planeamento (MEP), sublinhou que, para esse processo, o Governo está a trabalhar igualmente com a União Europeia (UE) no processo de adesão ao Acordo de Parceria Económica entre a UE–SADC, com o objectivo de torná-la mais forte, promover uma integração regional harmoniosa e progressiva, bem como incentivar a liberalização do comércio.

Explicou que parceria económica UE-SADC é um acordo de comércio livre assinado em 2016, para a eliminação gradual das restrições comerciais entre a União Europeia (UE) e seis (6) países da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, dos quais cinco (5) fazem parte da União Aduaneira da África Austral (África do Sul, Botswana, Eswatini, Lesoto e Namíbia) e Moçambique.

O responsável adiantou que o MEP participou a 21 deste mês no workshop sobre “A avaliação do impacto da adesão de Angola ao acordo de parceria económica UE-SADC”.

Explicou que referido evento teve como principal objectivo aferir os potenciais impactos da adesão de Angola sobre o comércio, a economia, as questões sociais, laborais e o meio-ambiente, e o facto do acordo poder fomentar o investimento, a competitividade das empresas e a diversificação da economia em Angola.

Por outro lado, relativamente às políticas públicas, o Governo angolano, através do Plano de Desenvolvimento Nacional para o período 2018-2022, respondeu aos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) de forma integrada, identificando, nas suas áreas de priorização, as relações com as agendas 2030, das Nações Unidas, e 2063, da União Africana.