Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Activos sob gestão dos OICs rondam os 702 milhões USD

A Hemera Capital Partners e a Finmanagement S.A. lideram o mercado na perspectiva do valor líquido sob gestão com 60% e 18% respectivamente e na perspectiva do activo total com 53% e 27%.

Angola /
19 Jul 2021 / 16:50 H.

OS activos sob gestão dos Organismos de Investimentos Colectivos, OIC, reduziram 6% no primeiro trimestre do corrente ano para 455,2 mil milhões Kz, equivalente a 702 milhões USD, quando comparado com o saldo em finais de 2020, segundo cálculos do Mercado com base nos últimos indicadores divulgados pela Comissão do Mercado de Capitais, CMC.

Neste mesmo período se assistiu igualmente à contracção do valor líquido global em 7%, se fixando em 390,7 mil milhões Kz (602 milhões USD). Já em termos homólogos correspondeu a uma variação positiva de 110,60% face ao final do I trimestre de 2020.

De acordo com o Relatório Trimestral do Mercado de Valores Mobiliários de Janeiro a Março do ano em curso encontravam-se registados na CMC 20 OIC. Dentre estes 65% correspondem a investimento mobiliário e 15% investimento imobiliário e 20% correspondiam a sociedades de investimento imobiliárias. Neste período totalizou-se 8945 participantes por tipologia.

No período em análise os investimentos imobiliários apresentaram um maior valor líquido global com 57% em relação aos investimentos mobiliários e as sociedades de investimento imobiliários com 23,61 e 19,34% respectivamente.

Hemera Capital Partners e a Finmanagement S.A. lideram indústria de OIC

A Hemera Capital Partners e a Finmanagement S.A. lideram o mercado na perspectiva do valor líquido sob gestão com 60% e 18% respectivamente e na perspectiva do activo total com 53% e 27%.

A disputa entre as duas instituições remonta desde 2016, conforme o “Relatório sobre a Indústria dos Organismos de Investimento Colectivo 2015-2020”.

Em 2015, a Económico Fundos de Investimento tinha sob sua gestão 100% dos activos e dos VLG da indústria. No entanto, no período de 2016 a 2020 a SG Hemera Capital Partners tornou-se líder na gestão de activos, tendo alcançando 51,4% do total do activo da indústria em 2020.

O mesmo sucede no que respeita à gestão do VLG da indústria, representando uma quota sempre acima de 45%, com excepção a 2019, em que a Finmanagement alcançou 36,66% do VLG da indústria.

Os activos sob gestão dos OIC registaram um crescimento de 102% para 486,5 mil milhões Kz em 2020 face ao exercício anterior. O “Relatório Anual sobre a Indústria dos Organismos de Investimento Colectivo”, referente ao quinquénio 2015-20, revela a existência de 21 OIC, sendo que no final do primeiro trimestre do corrente ano registou-se a saída da Económico Fundos de Investimento.

O número de OIC constituídos era pouco expressivo até ao ano de 2016 (7), entretanto a partir de 2017 a indústria registou um crescimento interessante no número de OIC registados, tendo alcançado até 2020 um total acumulado de 37 OIC registados na CMC desde 2015.

Até Dezembro de 2020 estavam registados na Comissão de Mercados de Capitais 21 OIC. Destas 14 correspondiam a Fundos de Investimentos Mobiliário (FIM), três Fundos de Investimento Imobiliário (FII) e quatro correspondiam a Sociedades de Investimento Imobiliários (SII) de capital fixo, perfazendo um acumulado de 37 OIC desde 2015.

Neste mesmo período registaram-se oito Sociedade Gestora de Organismo de Investimento (SGOIC) activas na OIC e uma apenas encontrava-se em esta liquidação totalizando nove SGOIC.

Relativamente ao número de participantes foi de 8288 participantes sob forma de Fundo de Investimento e de 16 participantes sob forma de Sociedade de Investimento.

A carteira de investimento financeiro dos fundos mobiliários cresceu 3 461% desde o seu período de operacionalização em 2016 (3,1 mil milhões Kz), se fixando em 113,5 mil milhões Kz em 2020.

As Obrigações do Tesouro são os activos que mais contribuíram para o crescimento da carteira com uma quota média de 53,5%, ultrapassando Bilhetes de Tesouro que até 2018 representavam maior peso com cerca de 65% do total.

Por seu turno, a carteira de investimento dos fundos imobiliários apresentou um crescimento de 31 316,48%, esta evolução foi essencialmente pelo crescimento de activos imobiliários. De 2018 a 2020 verificou-se que a rubrica “Construções Acabadas” foi a que mais peso teve para o crescimento da carteira com uma quota de 63,6%.