Workshop traz novas ferramentas de pesquisa qualitativa

Importância e métodos de pesquisa qualitativa no centro da formação, em regime de três ou cinco dias. Docente sueca trará a sua experiência aos formandos.

Angola /
15 Jul 2019 / 15:06 H.

A Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica de Angola (FEGUCAN) promove um workshop de formação de Pesquisa Qualitativa - Fundamentos, metodologia e aplicação -, de 22 a 26 de Julho, no anfiteatro do Edifício de Extensão Universitária, no Largo das Escolas, Luanda.

De acordo com uma nota da instituição, o workshop inclui palestras teóricas e analise de problemas práticos. “Este curso intensivo fará uma introdução a abordagens conceptuais para a pesquisa e métodos de colecta de dados qualitativos, desenhos de estudo, modelos de análise e pontos de partida paradigmáticos para estudos qualitativos”, lê-se na nota.

O documento destaca a pesquisa qualitativa como sendo uma abordagem amplamente utilizada nas ciências sociais para explorar interacções, sistemas e processos sociais. “Pode ser usada para avaliar a eficácia das intervenções e gerar sugestões para melhorar as mesmas”, acrescenta, indicando que “essas abordagens qualitativas também proporcionam métodos para a compreensão profunda das

condições de vida da população”.

O curso, que abrange um processo de selecção e participação limitada, tem como público-alvo investigadores e funcionários de gestão, monitorização e avaliação, directores e pessoal técnico responsável pela concepção e implementação de programas para os departamentos governamentais, provinciais, distritais e municipais, ONG’s nacionais e internacionais, e empresas de pesquisa e consultoria e sector privado. O workshop decorre das 9h às 16h e inclui almoço e refrescos. Os participantes poderão optar por participar em três (curso parcial) ou cinco dias do curso (curso integral). O idioma a ser ministrado no curso é o Inglês, no material e palestras, mas os participantes poderão fazer perguntas e realizar actividades de formação em Português.

Custos e benefícios

O workshop de três dias tem um custo de 95.000 Kz e o de cinco, 125.000 Kz por pessoa. O prazo das inscrições vai até 12 de Julho e o prazo de pagamento até 15 do mesmo mês.

No final do curso de cinco dias, os participantes saberão navegar por escolas de pensamento que guiam a pesquisa qualitativa, usar estratégias apropriadas de colecta e análise de dados e percorrer a ética social associada à pesquisa qualitativa.

Logo que a taxa do curso for paga, cada participante terá acesso a um portal online do curso, com o cronograma detalhado, material de aprendizagem e cópias eletrónicas de todos os materiais do curso.

O programa conta com a professora Gunilla Priebe, docente sénior e investigadora da Escola de Saúde Pública da Universidade de Gotemburgo, na Suécia. As suas áreas de pesquisas estão concentradas em Medicina Social, Saúde Pública e Global, Filosofia, Ética e Religião para Promoção da Saúde e a Literacia em Saúde em Grupos Vulneráveis. É também presidente do Comité de Educação do Instituto de Medicina e directora de Estudos

para o programa de mestrado em Economia da Saúde Global.

Actualmente lidera o projecto de Intervenções de Promoção da Saúde para Refugiados (HIRE), que inclui o desenvolvimento de métodos validados em relação às populações de estudo com diferentes idiomas e experiências.

Está envolvida em dois subprojetos dentro do programa de pesquisa The New Ways. A autora tem várias obras publicadas e participa num Estudo de Vulnerabilidade ao HIV/SRHR em Angola, liderado por Paulo Inglês (ISP Jean Piaget de Benguela) e João Van Dunem (Universidade Católica de Angola).

Neste workshop, alguns investigadores angolanos da UCAN e do ISPJPB serão convidados a apresentar experiências de pesquisa qualitativa em Angola