Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Wine Club conecta apreciadores de vinhos na primeira edição

O evento foi um palco de experiências marcantes para os admiradores de vinhos e gastronomia, que pretende ser um programa regular de exposição, valorização e aprendizagem sobre vinhos do mundo, sem discriminação de origens.

28 Fev 2020 / 08:52 H.

Os apreciadores e interessados em vinhos marcaram presença num programa inédito denominado Wine Club, que se realizou esta quarta-feira, 26 de Fevereiro, das 17h às 21h, no restaurante Chalé da Comida, no edifício da Academia BAI, Morro Bento. Ao contrário de uma tradicional prova de vinhos, o Wine Club teve um fundo didáctico e informativo, nomeadamente, através de um espaço de debate informal, assim como de actividades culturais que acompanharam a agenda dos aficcionados e homens dos vinhos em Angola, moderado por Sebastião Vemba, um dos promotores do evento e jornalista de vinhos há seis anos, com experiência em eventos similares internacionais e é membro do Clube de Vinhos Angola – Portugal. O Wine Club contou com a presença de personalidades como o Embaixador da Argentina, Luis Eugenio Bellando, a directora da Agência Italiana de Negócios, Elisabetta Merlino, de importadores e distribuidores de vinhos, gestores de hotéis e restaurantes, assim como apreciadores de vinho. Sebastião Vemba, mentor do projecto, disse que o evento esteve acima das expectativas, inicialmente previa-se num máximo de 50 participantes, mas o número acabou por ser superado com a presença dos vários intervenientes dos vinhos. “Esperávamos a participação de um determinado número de pessoas, porém fomos agraciados com muitos representantes de diferentes organizações, e que, felizmente, acabamos por dar conta do recado em termos de logística”, esclareceu o responsável acrescentando que “os apreciadores de vinho acabaram por entrar numa onda de descoberta de novos sabores e aromas de vinhos italianos que foram proporcionados pela NBN Trading Consulting”.

Para além das referidas italiana, segundo o Sebastião Vemba, houve também vinhos argentinos proporcionados pela embaixada da Argentina em Angola que tem estado a fazer contactos para ter um importador oficial no País, assim como os de Portugal, com o destaque ao Alentejo.

O evento serviu para conectar não só apreciadores, mas também distribuidores e empreendedores na área de distribuição de alimentos e bebidas, assim como permitiu congregar várias pessoas ligadas a diversos sectores, com destaque para a banca, finanças, seguro, entretenimento. “Esperamos realizar um próximo evento da mesma ou de maior dimensão em três meses, mas no intervalo desses três meses poderemos fazer outros eventos de dimensão menor, nomeadamente jantares e workshops”. De acordo com o promotor do evento, o Wine Club abriu a sua primeira edição, num evento que contou com mais de 80 apreciadores, apesar de este ser um sector fortemente afectado pela crise, devido à necessidade de moeda estrangeira para as importações. “Os importadores e representantes locais de marcas internacionais não deixam de investir no mercado, quer através da disponibilização dos produtos mais apreciados pelos consumidores, quer através da comunicação das marcas. Entretanto, tem faltado uma acção mais pedagógica, de modo que os consumidores não substituam o melhor pelo mais barato”, precisou o responsável. O evento produzido pela Dream Records Entertainment, gravadora audiovisual e agora também produtora de eventos, em parceria com o Chalé da Comida, promoveu um ambiente de eclectismo e de descobertas, tanto em formatos mais corporativos, quanto em espaços mais descontraídos, mantendo sempre alguma informalidade.