Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

5ª Edição da estreia Slam Tundawala “Festival de Poesia e Performance”

“Slam Tundawala” surgiu da necessidade de se criar espaços de manifestação artística que estimulam o gosto pela literatura e reflexão sociocultural.

Luanda /
22 Ago 2022 / 09:48 H.

A quinta edição do Slam Tundawala, um concurso de poesia falada, está de volta numa produção da Art Sem Letra.

O concurso será realizado no próximo mês de Setembro, no Centro Cultural Brasil - Angola (CCBA), em Luanda e terá a duração de três dias.

Depois de emocionantes e criativas batalhas de poesia, o Slam Tundawala 2022, regressa ao público carregado de novidades que prometem surpreender a todos os envolvidos e o público de modo especial.

O festival vai agregar uma agenda de actividades desde shows, microfone aberto, super slam, debates, oficinas, masterclass, feira e exposição de arte e várias surpresas.

Em entrevista ao jornal Mercado, Kiaco Zambo, Produtor Executivo do Festival de Poesia e Performance diz que, “Slam Tundawala” é um festival de poesia e “performance anual” que congrega um programa pluridisciplinar que cruza a literatura, a música, o cinema e a grande batalha de “Spoken Word” (Poesia Falada), com uma ampla diversidade criativa e temática suscitada por cada uma das propostas autorais.

Kiaco Zambo explica que, Slam Tundawala surgiu da necessidade de se criar espaços de manifestação artística, que estimulam o gosto pela literatura e a reflexão sociocultural, tendo como objectivo, fomentar a literatura oral e impulsionar a competição saudável e criativa a partir de batalhas de poesia falada, promovendo a diversidade na criação artística e estimular a formação de um novo público interessado em manifestações artísticas.

De acordo com Kiaco Zambo, Slam Tundawala foi lançado em Agosto de 2018 e este ano celebra-se a 5ª edição consecutiva do festival.

Refere que os 5 anos de existência têm sido de inovação e criatividade de um grupo de jovens (Art Sem Letra), que assumiu o desafio de tornar possível o Slam em Angola.

Mais do que proporcionar um momento de espectáculos, o evento deverá primar pelo carácter cultural e pedagógico, para além de novas experiências.

“O Slam é um dos maiores projectos da nossa agência, é preparado com bastante perspectiva, portanto, esta edição não vai fugir disso”, garante Kiaco Zambo.

Para tal, explica, perspectiva-se ter nesta edição um número significativo de apoios, bem como o dobro de participantes da última edição.

Uma marca de referência

Desde que foi lançado no mercado angolano o Slam Tundawala não parou de crescer, posicionando-se já no sector artístico e cultural como uma marca de referência na promoção e projecção do Spoken Word (Poesia Falada).

Hoje transformou-se na principal referência da poesia falada em Angola, uma trajectória que se destaca pela sua passagem na televisão em 2020, tornando-se no primeiro programa do género na “tv angolana”.

Dificuldades

Estas variam desde a captação de patrocínio para realização de projectos, situação que causa muitos constrangimentos. “Aproveitar esta entrevista para convidar as marcas a juntarem-se a uma das maiores exposições artísticas de Luanda, pois a mesma congrega muitas vantagens”, apela Kiaco Zambo, que ressalta que os apoios que têm recebido variam desde a mentoria e consultoria artística, nomeadamente formação, prémio em dinheiro, obra de arte e outros.

Os apoios, adianta, dependem dos parceiros por edição, mas para a presente edição os prémios ainda não estão fechados. “Estamos em fase de negociação com alguns parceiros para os apoios”, disse, enfatizando que neste momento a agência conta com apoios de cedência de espaço. “Estamos em fase de negociação de apoios e patrocínio pelo que apelo os nossos empresários a juntarem as suas marcas ao “Festival de Poesia e Performance”.