Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Pela primeira vez Angola recebe um chef Estrela Michelin

O Chef Joachim Koerper é o protagonista das celebrações dos restaurantes Esplanada Grill, Espaço Luanda e Bessangana.

Luanda /
06 Dez 2019 / 13:53 H.

O mês de Dezembro foi o escolhido a dedo pelo grupo Sol Maior, para a realização em dose tripla de um evento gastronómico ao mais alto nível internacional com a presença do Chef de cozinha estrela Michelin, Joachim Koerper.

Visando celebrar o aniversário dos restaurantes do grupo, nomeadamente: Esplanada Grill que completa nove anos de existência, Espaço Luanda que completa sete anos e Bessangana às vésperas de completar seu primeiro ano de actividades. Nas palavras de Rui Yen, é a primeira vez que Angola tem um jantar aberto ao público com um chef Estrela Michelin. Com muito requinte, durante os três dias de evento, o conceito para o menu de degustação foi diferenciado para cada casa, sendo que o primeiro aconteceu na Esplanada Grill, cujo conceito foi um rodízio, um dos grandes desafios para o Chefe Joachim Koerper. Ontem no Espaço Luanda, a inovação também foi a palavra de ordem, optando por pelo Steak & Sea com carnes e peixe com cortes premium de acordo com o seguimento da Casa. Ao passo que o último evento com a presença do internacional Chef, no próximo dia 8 no Restaurante Bessangana contará com uma ementa mais descontraída numa fusão entre a cozinha africana e portuguesa. Feliz com o convite, o Chef falou em exclusivo ao Mercado, e revelou o desejo de voltar a Angola e enalteceu a cultura “os sabores são muito parecidos com os que já estou acostumado. O povo é acolhedor e a cultura interessante, fui recebido de braços abertos e espero voltar em breve”.

O conceito de trazer um chefe de uma cozinha moderna, e internacional em Angola, de acordo com o representante do Grupo, é potencializar oportunidades para usufruir e degustar, alavancando tudo o que “já temos de bom na nossa gastronomia e desde a matéria-prima à confecção de mão cheia”, para fazer esta fusão de sabores e experiência. Sobre a escolha deste Chef, Rui Yen, fez uma ressalva sobre a experiência e particularidades: “Quando começamos a fazer uma pesquisa sobre quem nos poderia ajudar nesta difusão conseguimos chegar a uma pessoa diferenciada e de humildade extrema e com vontade de conhecer África juntou-se o útil ao agradável em trazer alguém que queira partilhar os seus conhecimentos para poder trocar impressões com um país rico em termos de cultura gastronomia”, revelando ser uma experiência win-win. O responsável aproveitou para fazer um balanço positivo da presença do grupo no mercado da restauração nacional e perspectivou elevar a fasquia no novo ano, continuando a apostar na diferenciação, e garantem sem adiantar detalhes que no “segundo semestre de 2020, os nossos clientes vão ficar surpreendidos”.