Tempo - Tutiempo.net

Siemens planeia pôr negócio de energia na bolsa em 2020

A Siemens está a planear colocar o seu negócio de energia na bolsa em meados de setembro de 2020, criando uma nova empresa com as unidades de petróleo e gás, geração de energia, energia renovável, activos de transmissão da multinacional, avança a “Reuters”.

11 Set 2019 / 10:14 H.

A notícia foi dada à agência por Lisa Davis, responsável por essa unidade da multinacional, à margem de uma conferência sobre energia em Abu Dhabi, três meses depois de o grupo industrial alemão ter anunciado que estava a separar os seus negócios de gás e energia.

“Estamos muito entusiasmados com o que a empresa terá no seu portefólio e, em seguida, que a empresa seja uma entidade cotada em separado no próximo ano, por volta deste período, o que permitirá que seja muito independente e muito focada no mercado de energia”, explicou Lisa Davis.

Em declarações à “Reuters”, Lisa Davis disse também que o Golfo Pérsico era um mercado muito importante para a Siemens, que concluiu a primeira fase de um mega plano de rede eléctrica que está a ser implementado no Iraque. “Estamos no processo de discutir e em breve finalizar a segunda fase do ‘roadmap’ do Iraque”, afirmou.

No ano fiscal de 2018, os lucros da Siemens Portugal subiram para 33,7 milhões de euros e as receitas para 319 milhões de euros. A fábrica que a Siemens Portugal tem em Corroios foi responsável pela exportação de 85% dos quadros eléctricos que produziu para diversos países, entre os quais a Alemanha, a República Checa, a Holanda, a Suíça, a Bulgária e a Áustria.

Temas