Tempo - Tutiempo.net

Lisboa debate energia em África

Lisboa /
11 Jun 2019 / 17:20 H.

Conferência de quatro dias com destaque para ‘Connecting Africa’, um ‘open-talk’ sobre parcerias, investimentos e soluções sustentáveis.

Decisores do sector da energia reúnem-se esta semana, pela primeira vez na capital portuguesa, para receber a 21º edição do Africa Energy Forum, ponto de encontro e reflexão sobre o futuro deste recurso natural no continente africano.

Mais de 3 mil investidores e partes interessadas discutem soluções descentralizadas e energias mais limpas, investimentos em hardware e inteligência artificial. E a oportunidade chama-se África, agora e já. Eis o apelo generalizado vivido no Centro de Congressos de Lisboa onde decorre o meeting até o dia 14 de Junho.

“A mudança do fórum para Lisboa foi calorosamente recebida pelo governo de Portugal, que continua a colocar parcerias, conhecimento e oportunidades económicas nas mãos de todos os que o recebem. Isto é especialmente verdade em países Lusófonos, que têm visto um grande investimento nos seus sectores de recursos naturais e energia.”, palavras de Simon Gosling, anfitrião do evento.

Em paralelo, no Museu da Electricidade, ‘Connecting Africa’ é o mote para uma conversa aberta, com vista de rio, sobre ‘como fazer acontecer’ no continente. A iniciativa, apoiada pelo Millenium Atlantico, foca-se no ‘Making it happen’ com contribuições de Ricardo Machado, ceo da Aeneergy, Paulo Gomes, ex director do Banco Mundial, Oliver Andrews, do Africa Finance Corporating e Paulo Portas, antigo vice-primeiro ministro português.

O encontro inicia-se com um ponto de situação e expectativas para o fórum e para o sector conferidas por Jorge Neto Machado ( Aenergy), Ibrahim Sagna (Afreximbank) e Daniel Santos (Millenium Atlantico), entre outros, a fazerem as honras da casa.