EUA dizem que acordo com a China não será no G20

Na segunda-feira, o Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que “está previsto” encontrar-se com o presidente chinês, Xi Jinping, durante a cimeira do G20 que vai decorrer a 28 e 29 de junho no Japão.

EUA /
12 Jun 2019 / 09:04 H.

O secretário do Comércio norte-americano indicou hoje que Estados Unidos e China não vão anunciar um tratado comercial durante a cimeira do G20, que decorrerá no final de junho no Japão.

“A cimeira do G20 não é o lugar para concluir um acordo comercial definitivo”, declarou Wilbur Ross em declarações à CNBC, embora salientando que se pode chegar a um entendimento sobre “o caminho a seguir”.

Na segunda-feira, o Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que “está previsto” encontrar-se com o presidente chinês, Xi Jinping, durante a cimeira do G20 que vai decorrer a 28 e 29 de junho no Japão.

Trump, também em declarações à CNBC, ameaçou mesmo impor novas taxas alfandegárias à China se o encontro não tivesse lugar.

Hoje, a China não confirmou qualquer reunião entre os dois líderes.

“Se tivermos alguma informação sobre isso, vamos divulgá-la na devida altura”, afirmou um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

A guerra comercial entre a China e os Estados Unidos tem abalado os mercados financeiros e suscitado preocupação crescente quanto à economia mundial.

O Presidente norte-americano tem vindo a subir gradualmente as taxas alfandegárias impostas a produtos chineses, com o pretexto de querer reduzir o gigantesco défice comercial dos Estados Unidos com a China.

Washington quer também uma série de compromissos de Pequim quanto ao respeito pela propriedade intelectual e o fim das subvenções do Estado a empresas chinesas.

A China, que tem retaliado as medidas dos Estados Unidos, afirma que quer continuar as negociações comerciais, mas recusa a pressão norte-americana.