Tempo - Tutiempo.net

Inflação na China acelera devido a surtos de peste suína

A inflação na China cresceu em Agosto ao ritmo mais rápido dos últimos 18 meses, impulsionada pela carne de porco, devido à peste suína que deverá ter efeitos inflacionários a nível mundial.

China /
10 Set 2019 / 09:20 H.

O índice de preços ao consumidor (IPC) da China, o principal indicador da inflação, registou um crescimento homólogo de 2,8%, no mês passado, revelou o Gabinete Nacional de Estatísticas chinês.

Este aumento deveu-se sobretudo ao preço da carne suína - parte essencial da cozinha -, que subiu 46,7%, face ao mesmo mês do ano anterior.

Mais de um milhão de suínos foram abatidos no país, desde que o primeiro caso de peste foi registado há um ano, segundo o ministério chinês da Agricultura.

Para compensar o deficit na produção doméstica, estimado em 10 milhões de toneladas, a China tem aumentado as importações do Brasil e da Europa.

Segundo dados publicados esta semana pela imprensa estatal chinesa, o valor das importações de carne de porco registou uma subida homóloga de 66%, entre janeiro e agosto.

Analistas estimam que, só no mês de Agosto, as importações subiram 150%, face ao mesmo mês do ano anterior, para 350 milhões USD.