Ciclo de cinema Messu homenageia “A Geração da Utopia”

A IIª Edição do ciclo de cinema Messu, sob o tema “Geração Da Utopia – Os Cinemas Das Independências”, decorre desde o dia 26, passada quarta-feira, a 11 de Outubro no Auditório Banco Económico, em Luanda, numa organização do Banco Económico, em parceria com a This Is Not A White Cube e a curadoria Maria do Carmo Piçarra.

De acordo com um comunicado da organização do evento, na sequência da Iª edição, que homenageou o cinema angolano, a IIª edição do Ciclo de Cinema Messu celebra “A geração da utopia – os cinemas das independências”, relembrando o internacionalismo cinematográfico e pan-africanismo que uniu a “Geração da Utopia”.

Esta edição conta com a projecção de obras nascidas no âmbito das lutas de libertação nacional na África de língua portuguesa.  Além disso, serão apresentadas pesquisas actuais, feitas pelas novas gerações nascidas na pós-independência, sobre como o cinema, a fotografia e a rádio foram usados como armas, através das linguagens do documentário e da vídeo-arte que olham, retrospectivamente, as marcas da vivência colonial e reflectem sobre as novas identidades nacionais.

Ao todo, este ciclo de cinema conta com sete sessões, nas quais serão apresentadas mais de 10 obras, de seis países, nomeadamente, Angola, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Itália, Guiné-Bissau e Cabo Verde.

Eventos complementares Paralelamente à exibição dos filmes irão, também, ser realizados painéis de debate sobre temas actuais do panorama da sétima arte, em Angola, com destaque para o dia 4 de Outubro em que o tema será “Cinema e a Memória Colectiva”, um retracto sobre as acções culturais em Angola para conservação da memória cinematográfica angolana. Este debate acontece no dia 4 de Outubro com a moderação de Jorge António e conta com a presença de José Mena Abrantes, Domingos Magalhães e o realizador Fradique (Mário Bastos).

No dia 11 de Outubro está programado o painel sobre “Dinamismo no Cinema Angolano enquanto arte, realismo, utopia ou militância”, com a presença de Edson Macedo e Paulo Azevedo.

Comentários