Angola e Portugal partilham o palco do 4.º festival de fado

Os ritmos africanos e o fado voltam reunir no mesmo palco, em Luanda, artistas nacionais e portugueses, num único concerto no dia 4 de Outubro, no Cine Atlântico, no 4.º Festival Caixa Fado.

A edição deste ano tem como atracções as cantoras Afrikanitha e Anabela Aya, C4 Pedro e os fadistas Marcos Rodrigues, Carminho e Paulo Bragança, além de Paulo de Carvalho, com a produção da Música no Coração.Segundo a organização do festival, uma iniciativa do Banco Caixa Angola, os cantores actuam a solo e em duetos, brindando o público com interpretações recheadas de temas próprios e do cancioneiro dos dois países.

O Festival Caixa Fado foi criado com a intenção de promover a língua portuguesa, a aproximação cultural e a manutenção dos laços históricos entre os dois povos, surtindo efeito, pois tem proporcionado uma fusão entre a música angolana e portuguesa, com experiências diferentes, à primeira vista improvável e que resultou numa relação harmoniosa.

O concerto reforça a importância do intercâmbio cultural entre ambos os países, através de um dos mais importantes elos de ligação entre povos: a música.Promovido pelo Banco Caixa desde 2015, o festival nasceu simultaneamente em Alfama (Lisboa) e Ribeira (Porto), e ganhou expansão em Luanda, onde tem já lugar cativo na agenda cultural da cidade. Em Angola, as duas primeiras edições foram realizadas  no Cine Atlântico.

Em 2017, realizou-se também em Benguela, onde actuaram Ary, Anabela Aya, Marco Rodrigues, Camané, Kátia Guerreiro, Maria Ana Bobone, José Gonçalez e Filipa Cardoso.

Comentários