Eficiência no sector mineiro passa pela reestruturação

O ministro fez essa afirmação à imprensa, no final da sua visita de algumas horas ao município do Soyo, frisando que a referida reestruturação incidirá, fundamentalmente, em duas empresas pública e concessionária do sector, nomadamente a Endiama e a Ferrangol.

Para o efeito, avançou que está em curso a preparação de todo o processo que culminará com a separação da função de concessionária, por se entender que essas empresas só se tornarão mais eficientes quando se dedicarem efectivamente ao seu objecto social.

Apontou a prospecção, exploração e o condicionamento dos recursos minerais como sendo a vocação das aludidas empresas que passam à reestruturação.

Reiterou que pretende-se, com a anunciada reestruturação, tornar essas empresas mais eficientes, rentáveis e que contribuam significativamente para o desenvolvimento económico sustentável do país.

Num outro desenvolvimento, o governante explicou que a criação da Agência Nacional de Petróleo e Gás é também um processo, com calendarização e programação aprovadas, tendo iniciado com a nomeação, pelo Presidente da República, da comissão instaladora e do grupo de acompanhamento da instalação da Agência.

Durante a sua estada de algumas horas no Soyo, o ministro visitou a fábrica de processamento do gás natural liquefeito, Angola-LNG.

Comentários