Angola produziu menos 88.300 barris de petróleo em Junho

A produção petrolífera angolana voltou às quebras em Junho, equivalente a 88.300 barris diários no espaço de um mês, afastando-se da Nigéria, que consolidou a liderança entre os produtores africanos.

Segundo a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), com este registo, em volume produzido, Angola continua atrás da Nigéria, país que viu a sua produção aumentar em Junho 27.800 barris diários, para uma média de 1,660 milhões de barris por dia.

Durante praticamente todo o ano de 2016 e até maio de 2017, Angola liderou a produção de petróleo em África, posição que perdeu desde então para a Nigéria.

Lembrar que o acordo entre os países produtores de petróleo para reduzir a produção e fazer aumentar o preço do barril obrigou Angola a cortar 78.000 barris de crude por dia com efeitos desde 01 de Janeiro de 2017, para um limite de 1,673 milhões de barris diários.

Desde o início de 2017 que as vendas de petróleo angolano têm estado, em regra, acima dos 50 dólares por barril no mercado internacional, tendo, entretanto, ultrapassado os 70 dólares.

Comentários