Lisboa segue em baixa, com acções do BCP a pressionarem

A bolsa de Lisboa segue hoje em ligeira baixa, contrariando a tendência das principais bolsas europeias, com as ações da Pharol e do BCP a pressionarem as negociações.

A Pharol divulgou na segunda-feira após o fecho da bolsa de Lisboa que registou um prejuízo de 2,8 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, contra lucros de 200 mil euros no período homólogo de 2017.

Pelas 08:45 (hora de Lisboa), o índice português de referência, o PSI20, seguia a recuar 0,22% para 5.267,54 pontos, com seis ações positivas, três inalteradas e nove negativas.

Os CTT e a REN eram as empresas que mais subiam, avançando, respetivamente, 0,56% e 0,41% para 3,248 e 2,438 euros.

A EDP seguia também com ganhos de 0,21% para 3,296 euros.

As perdas eram lideradas pela Pharol e o BCP, que recuavam 1,72% e 0,77% para 0,1946 e 0,245 euros.

A Galp recuava 0,33% para 16,385 euros e a Jerónimo Martins perdia 0,16% para 12,635 euros.

Hoje serão divulgados novos números sobre a evolução do emprego na zona euro, com os analistas contactados pela agência financeira Bloomberg a estimarem que a criação de emprego nos países do euro deverá ter crescido 0,4% no segundo trimestre do ano, face aos primeiros três meses de 2018.

Comentários