Jeff Bezos passa Bill Gates e é agora o homem mais rico dos EUA

O fundador e presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos, é agora o mais rico dos Estados Unidos, destronando pela primeira vez desde 1994 Bill Gates no ranking dos 400 norte-americanos mais ricos elaborado pela revista Forbes.

Destaque para Jack Dorsey, do Twitter, cuja fortuna disparou mais de 180% este ano. O maior “perdedor” foi George Soros, que doou uma grande parte da sua riqueza à sua instituição de caridade.

De acordo com a Forbes este é um ano de recordes: pela primeira vez desde 1994, Bill Gates não ocupa a primeira posição da lista e também pela primeira vez, desde sempre, um norte-americano ultrapassa a barreira dos 100 mil milhões de dólares, a riqueza de Jeff é calculada em 160 mil milhões.

O sr. Amazon foi o que mais enriqueceu, em apenas um ano a sua fortuna cresceu mais 78,5 mil milhões de dólares a justificação é a valorização de mais de 100% do preço das acções da Amazon.

Bill Gates, fundador da Microsoft, ocupa agora a segunda posição, com uma fortuna de 97 mil milhões de dólares, ou seja bastante distanciado de Jeff Bezos.

A completar o top três dos mais ricos dos EUA surge Warren Buffett, com uma riqueza de 88,3 mil milhões de dólares.

Em termos percentuais o “vencedor” deste ranking foi Jack Dorsey, presidente executivo do Twitter e da Square, que viu a sua riqueza disparar 186% para um total de 6,3 mil milhões de dólares, devido à valorização das acções da Square.

Do lado oposto está George Soros, cuja fortuna “encolheu” em quase 15 mil milhões de dólares para 8,3 mil milhões, isto porque Soros doou 18 mil milhões de dólares da sua fortuna para a sua instituição de caridade a Open Society Foundations.

A primeira mulher da lista surge na 12.ª posição, trata-se de Alice Walton, a única filha da Sam Walton, fundador da Walmart e a sua fortuna está avaliada em 44,9 mil milhões de dólares.

No total, os 400 norte-americanos mais ricos possuem 2,9 biliões de dólares. Os dez mais ricos são donos de 730 mil milhões de dólares, um aumento significativo relativamente ao ano passado, quando o top 10 representava 610 milhões.

A fortuna mínima necessária para integrar o grupo dos 400 norte-americanos mais ricos é agora de 2,1 mil milhões de dólares.

Comentários