Japão e a União Europeia assinam acordo de livre comércio

É assinado, esta semana, em Tóquio, um acordo de livre comércio entre o Japão e a União Europeia, que deverá beneficiar mais de 600 milhões de consumidores, assim como empresas de ambos lados.

O acordo de livre comércio entre Tóquio e Bruxelas traduz-se em anos de negociações entre representantes do bloco e do Executivo nipónico.

A parceria é considerada histórica pelos europeus, já que alivia tarifas e restrições ao comércio no arquipélago japonês, ao mesmo tempo que permite ao Japão exportar produtos tecnológicos a preços mais competitivos.

Kazuo Kodama, embaixador japonês para a União Europeia, explicou à Euronews que os benefícios devem fazer-se sentir a curto prazo:

“Este acordo vai crear uma grande zona de livre comércio, que inclui 640 milhões de pessoas, na União Europeia e no Japão. O Produto Interno Bruto combinado será o terceiro maior do mundo. É uma grande oportunidade, portanto, para aumentar a prosperidade das pessoas na Europa e no Japão.”

Mas o comércio de bens agrícolas e de produtos alimentares deverá também ser mais fácil. O investimento deverá aumentar, assim como a troca de conhecimento.

Comentários