FMI revê em baixa crescimento mundial

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em baixa a previsão do crescimento mundial para este ano, de 3,9% para 3,7%, devido ao aumento das taxas de juro e à guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.

Segundo a directora-geral do FMI, Christine Lagarde, guerra comercial, as taxas alfandegárias não são úteis globalmente e têm consequências negativas para o crescimento.

“A guerra comercial, as taxas alfandegárias não são úteis globalmente e têm consequências negativas para o crescimento. Mantemos esta visão e esperamos que a razão prevaleça”, apelou a directora-geral do FMI, Christine Lagarde.

O FMI estima que a tensão comercial com a China afecte o crescimento norte-americano já no próximo ano, devendo cair 4 décimas em relação a este ano para 2,5%.

Comentários