Excedente comercial da China com EUA atinge máximo

O excedente da balança comercial da China com os Estados Unidos subiu em Agosto para um novo máximo, de 31,06 mil milhões de dólares (26,7 mil milhões de euros), numa altura em que estes países enfrentam uma guerra alfandegária.

Segundo dados divulgados pela Administração-geral das Alfândegas da China, este excedente subiu 18,7% face ao período homólogo, tendo também aumentado comparativamente a julho deste ano, em resultado das exportações daquele país asiático.

As exportações subiram, assim, 5,4% para 10,34 mil milhões de ‘yuans’ (1,3 mil milhões de euros) entre janeiro e agosto deste ano em relação ao mesmo período de 2017, enquanto as importações subiram 13,7% para 9,09 mil milhões de ‘yuans’ (1,15 mil milhões de euros).

Por seu lado, o comércio externo daquela que é a segunda maior potência económica do mundo, a China, subiu 9,1% neste período, alcançando os 19,43 mil milhões de ‘yuans’ (2,45 mil milhões de euros).

Os analistas esperam, contudo, que o comércio externo da China seja afectado no segundo semestre deste ano, em resultado da guerra comercial com os Estados Unidos.

 

 

Comentários