Donald Trump penaliza empresas tecnológicas

O presidente dos EUA, Donald Trump atacou empresas como a Google, o Facebook e o Twitter, mas os investidores concentraram-se a iminência de um novo acordo comercial entre os Estados Unidos, o Canadá e o México.

As gigantes do sector tecnológico foram penalizadas, esta terça-feira, pelos avisos que Donald Trump deixou às  empresas de social media, por discrimirarem a ala republicandos Estados Unidos.Os principais índices norte-americanos fecharam, ainda assim, com ganhos ligeiros, numa altura em que os investidores esperam que o novo acordo comercial com o Canadá e o México seja alcançado ainda esta semana.

O índice de referência S&P 500 fechou acima da linha de água, a valorizar 0,03%, para os 2.897,55 pontos. Já o industrial Dow Jones somou 0,06%, para os 26.064,36 pontos, enquanto o Nasdaq registou novo recorde, ao valorizar 0,15%, para os 8.030,04 pontos.

Este movimento acontece numa altura em que o novo acordo comercial entre os Estados Unidos, o Canadá e o México, para substituir o Acordo de Comércio Livre da América do Norte (NAFTA, na sigla em inglês), está iminente. Segundo a  Reuters, uma representante canadiana juntou-se às negociações esta terça-feira e as autoridades norte-americanas já anteciparam que o novo acordo poderá ser alcançado ainda esta semana.

Entre as maiores cotadas, destaque para as tecnológicas. A Alphabet, Facebook e Twitter registaram todas quedas em torno de 1%, num dia em que Donald Trump apontou armas a este sector.

 

 

Comentários