‘Brexit’ custa mais de 500 milhões de euros por semana ao Reino Unido

O ‘Brexit’ custa já 500 milhões de libras (cerca de 560 milhões de euros) por semana ao Reino Unido, segundo um estudo divulgado pelo Centro para a Reforma Europeia (CER), com sede em Londres.

De acordo com dados revelados pelo “think tank”, a economia britânica é menor em 2,5% do que se o Reino Unido tivesse votado para permanecer na União Europeia (UE) no referendo de 23 de junho de 2016.

As finanças públicas, segundo o estudo, foram reduzidas em 26.000 milhões de libras (29.150 milhões de euros) por ano, o equivalente a mais de metade do orçamento da Defesa do país.

Um valor contrasta com o “dividendo” de 350 milhões de libras (392 milhões de euros) que a campanha para a saída da União Europeia prometia antes do referendo, lembra o jornal “The Guardian”.

Além disso, o CER aponta para uma descida do défice para 0,1% do PIB se o Reino Unido não tivesse votado a favor da saída da UE.

O modelo usado pelo “think tank” sobre os custos do ‘Brexit’ examinou o seu impacto até o final de junho.

Os investigadores do centro criaram um modelo sobre como a economia teria evoluído se tivesse ganho a permanência do Reino Unido na UE no referendo. Uma estimativa anterior sugeria que a economia britânica teria sido 2,1% menor no final do primeiro trimestre de 2018.

Comentários