Tempo - Tutiempo.net

País alarga prazo de concurso para privatização de empreendimentos agro-pecuários

As privatizações, anunciadas em finais de Junho, englobam os empreendimentos do Longa (Cuando Cubango), de Desenvolvimento Agrícola de Camaiangala (Moxico), Agro-Industrial do Cuimba (Zaire) e de Desenvolvimento Agrícola de Sanza Pombo (Uíge), publicou hoje o site Macauhub.

Angola /
23 Ago 2019 / 07:55 H.

O prazo para a apresentação de propostas ao concurso público de privatização de empreendimentos agro-pecuários em Angola foi alargado de Julho para Setembro, informou o Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (Igape).

O comunicado divulgado pelo Igape em Luanda informa que o alargamento do prazo visa possibilitar que os investidores estudem, convenientemente, a documentação relativa aos activos, visitem os empreendimentos e obtenham os conhecimentos necessários à tomada de uma decisão.

Essas privatizações, anunciadas em finais de Junho, englobam os empreendimentos do Longa (Cuando Cubango), de Desenvolvimento Agrícola de Camaiangala (Moxico), Agro-Industrial do Cuimba (Zaire) e de Desenvolvimento Agrícola de Sanza Pombo (Uíge).

A chefe do departamento de privatização do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (Igape), Ana Paulo, afirmou na altura que os preços de referência dos quatro empreendimentos estão avaliados entre 22 milhões e 35 milhões de dólares, sendo os primeiros de um pacote mais alargado de privatizações.

Os quatro empreendimentos agro-pecuários abrangem uma área conjunta de 43 284 hectares, 18 384,8 dos quais de área produtiva e 1200 irrigados, bem como 52 infra-estruturas, às quais se somam 152 quilómetros de estradas.

O engenheiro Carlos Paim, do Ministério da Agricultura e Florestas de Angola, indicou na ocasião que os empreendimentos encontram-se paralisados, apesar de já terem estado anteriormente em funcionamento, com capacidade de reiniciar de imediato a sua actividade enquanto decorre o processo de licitação.