Cabo Verde: FMI continuará a apoiar na implementação de reformas

“A economia já recuperou de forma sólida, a taxa de crescimento encontra-se na ordem dos 5,5% e a taxa de inflação está controlada. Naturalmente, que muito mais é necessário fazer”, disse Tao Zhang.

16 Mai 2019 / 12:39 H.

O vice-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), Tao Zhang, reiterou na Cidade da Praia, o compromisso da organização de continuar a apoiar os esforços de Cabo Verde na implementação das reformas, visando um crescimento inclusivo e sustentável.

Tao Zhang, que falava esta quarta-feira em conferência de imprensa conjunta com o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças cabo-verdiano, Olavo Correia, no quadro da visita de três dias que efectua a Cabo Verde, disse que graças à implementação de reformas, a economia do país tem passado por um “crescimento robusto”, com inflação baixa e uma posição externa forte.

Contudo, salientou que Cabo Verde precisa agora de “almofadas” suficientes que possam reforçar aquilo que, na sua perspectiva, são bons indicadores económicos, comparando com outros países da região.