Airbus aproveita fraqueza da Boeing. Lufthansa quer mais vinte aparelhos A350

Decisão do grupo alemão Lufthansa veio reforçar o seu estatuto como o maior cliente e operador da Airbus.

Europa /
14 Mar 2019 / 08:56 H.

O maior operador de aparelhos Airbus, o grupo Lufthansa, assinou uma nova encomenda para 20 aviões wide-body A350-900. Este acordo permite elevar o total que encomendas já feitas do grupo Lufthansa para 45, sendo que a companhia já opera com 12 aviões destes em todo o mundo.

“O A350 satisfaz todas as nossas expectativas. O avião é muito fiável e o feedback de todos os nossos clientes é excelente,” garantiu Detlef Kayser, membro do Conselho de Administração do grupo Lufthansa. “Estamos satisfeitos por acrescentar mais 20 aviões A350 à nossa frota. Os aviões wide-body adicionais irão reduzir os nossos custos operacionais, reforçar a fiabilidade da nossa frota de longo curso, melhorar a nossa performance ambiental e fornecer aos nossos passageiros as cabinas mais modernas da sua categoria”, continua o Kayser.

“O A350 XWB está sempre a gerar feedback positivo da comunidade de companhias aéreas e estamos satisfeitos por ver o nosso cliente de longa data, o grupo Lufthansa, voltar a encomendar mais aviões,” afirmou Christian Scherer, Director Comercial da Airbus.

A decisão do grupo alemão Lufthansa veio reforçar o seu estatuto como o maior cliente e operador da Airbus. Com 674 aviões Airbus encomendados, já incluindo a encomenda mais recente, e 574 aviões Airbus na frota actual do grupo, onde se incluem 28 aviões A220, 420 aviões, 100 aviões A330/A340, 12 aviões A350 e 14 aviões A380.

Até final de fevereiro de 2019, a família de aviões A350 XWB já tinha recebido 852 encomendas de clientes de todo o mundo, posicionando-o como um dos aviões wide-body mais bem-sucedidos de sempre.

Após a queda da Boeing na bolsa, a Airbus já está na corrida para se tornar uma das marcas de aviões mais vendidas no mundo.