Segredos do Okavango em exposição transfronteiriça

Uma mostra que traz ao público imagens inéditas das duas expedições realizadas pela caravana Raid Cacimbo numa descoberta ao contributo de Angola àquele delta que é considerado património mundial pela UNESCO.

Angola /
07 Mai 2019 / 17:00 H.

A expedição, Raid Cacimbo, que será aberta ao público no Shopping Avenida do Morro Bento, revela em exposição fotográfica uma aventura fascinante pelo Delta do Okavango, que mostra paisagens de Angola e África. Numa nota da organização, lê-se o mote: “Tudo nesta vida se transforma”, com o qual a aventura “Raid Cacimbo Cuca - Kavango Zambeze” quer tornar-se na mais bela exposição do ano. Esta exposição traz ao público imagens inéditas das duas expedições realizadas pela caravana Raid Cacimbo numa descoberta ao contributo de Angola àquele delta que é protegido pela RAMSAR e é considerado Património Mundial pela UNESCO, o Delta do Okavango.

Com início em 2017, o projecto começou com uma expedição realizada às nascentes do rio Cuito e Cubango, que são os dois rios angolanos que alimentam o Delta do Okavango. No ano seguinte teve continuidade, quando a caravana do Raid Cacimbo se desafiou a explorar o Delta do Okavango e os 5 países integrantes do projecto KAZA (Kavango e Zambeze), inaugurando assim a primeira rota turística de Angola do projecto.

A exposição convida amantes da natureza, admiradores da beleza angolana e africana, apaixonados pela fotográfia a apreciar o encanto único dos destinos paradisíacos que Angola “esconde” e o que de mais turístico há no nosso continente, sempre sobre o mote Raid Cacimbo, que é “fazer turismo, fazendo conhecer e crescer Angola”.

Será apresentada uma nova África ainda pouco explorada, assim como aqueles que foram os melhores momentos de um grupo de pessoas apaixonadas pelo berço da humanidade, que se aventuraram desbravando fronteiras, descobrindo caminhos, culturas e história.

Sobre o Raid Cacimbo

O Raid Cacimbo nasceu em 1996, quando um grupo de aficionados do TT, por altura das comemorações das festas de Nossa Senhora do Monte, na Huíla, resolveu fazer-se à estrada para marcar presença nas festividades. Desde então, anualmente durante o cacimbo, o grupo passou a aliar o prazer da condução à aventura, ao campismo e ao turismo ecológico. Com o propósito de “fazer turismo, fazendo conhecer e crescer Angola”, passam horas a fio ao volante de viaturas 4x4 minuciosamente equipadas, desbravando longos quilómetros de estrada, picadas e caminhos quase intransponíveis, para alcançar locais encantadores, encontrados grande parte das vezes ao acaso, onde instalam as suas tendas e se privam do conforto de suas casas, em troca de momentos de salutar repouso, lazer e convívio, desfrutados em plena natureza e em absoluta tranquilidade. Desde 1996 ocupa lugar de destaque no calendário de eventos nacionais, e em 2016 passou a ser uma organização exclusiva do Social Team Angola. O número de viaturas participantes varia anualmente entre as 10 e as 15, um número limitado em função do grau de dificuldade do percurso, cuja extensão oscila entre os 3 mil e os 8 mil Km. Este percurso é feito durante duas a três semanas consecutivas, pelas várias províncias de Angola, e além-fronteiras.