Tempo - Tutiempo.net

Márcia Dias conquista medalha de ouro no Dubai

A medalha de prata foi atribuída à representante do Brasil, ao passo que Venezuela ficou com a de bronze, na exposição que esteve patente de 17 a 19 de Setembro, no Dubai International World Trade Center.

Lisboa /
04 Out 2019 / 13:55 H.

O estrado mais alto do pódio do Art Index Dubai 2019 foi ocupado pela artista plástica angolana, Márcia Dias, com a obra Mumuila (dimensão 80/80), óleo sobre tela. O anúncio foi há uma semana, mas só nesta semana teve repercussão.

O convite surgiu através da Artcom Expo International Association of Artists-Cultural, na Noruega. Durante três dias, a artista esteve a exibir as suas obras no Exhibition 56 International Cultural Exchange of Art Salon Premier, no Dubai World Trade Centre. “Fiquei muito feliz, foi sem dúvidas um brande reconhecimento do meu trabalho além-fronteiras. Senti um orgulho muito grande em mim e no meu País” falou emocionada, a artista, ao Vivências Press News.

Quando a perguntaram que importância terá este prémio para a sua carreira, Márcia Dias afirmou que sente um amor infinito por Angola e pela arte, por isso, com e este reconhecimento consegue “dignificar os dois mundos”.

Márcia Dias ficou a frente de 89 concorrentes e fez a apresentação formal da medalha, nesta terça-feira, em Lisboa, durante uma audiência com o embaixador de Angola em Portugal, Carlos Alberto Fonseca. Radicada há 20 anos em Portugal, depois de ter vivido algum tempo na Suécia, Márcia Dias saiu de Angola quando terminou o liceu, tendo já apresentado trabalhos em várias cidades europeias, como Barcelona e Paris (França), no Museu do Louvre, onde voltará a ter trabalhos expostos a partir do dia 18 do mês em curso. Teve a honra de oferecer uma tela pintada por si em nome da comunidade angolana ao Presidente da República, João Lourenço, no âmbito da sua visita oficial a Portugal, de 21 a 24 de Novembro de 2018. A obra com a técnica de óleo sobre tela com pormenores em folha de ouro é um retrato do Presidente com elementos que representam os laços de amizade e história partilhados por Angola e Portugal. Márcia Dias tem realizado diversas exposições individuais e colectivas, tendo integrado a colectiva de artes plásticas “Artes Mirabilis”, promovida em co-produção pela Embaixada de Angola e UCCLA, por ocasião das celebrações do 4 de Fevereiro, Dia do Início da Luta Armada e do 4 de Abril, dia Da Paz e da Reconciliação Nacional.

Antes da conquista em Dubai, a pintora já tinha arrecadado o prémio Pincel de Ouro, ao participar no Salon International D’art-Louvre Paris, na EXPO 2018, onde também representou a bandeira de Angola. Márcia Dias tem dado um considerável contributo à promoção da cultura angolana em Portugal, quer como artista plástica, quer como directora cultural da associação Casa de Angola promovendo inúmeras acções culturais nas instalações daquela casa angolana. A artista foi distinguida com o 2º prémio, na II Bienal de Artes de Leiria, em Portugal, que aconteceu, a 05 de Outubro do ano passado, naquele país europeu. O certame foi promovido pela Casa de Angola (CA), em Lisboa.

A exposição teve lugar, nos Claustros do Mosteiro da Batalha, sob o tema a “Paz no Mundo” e integrando cerca de 100 artistas-plásticos oriundos dos países da CPLP e Galiza, tendo a Angola participado na exposição com uma delegação de 37 artistas.