Produtos da Media Rumo nas bancas

Manchete do Vanguarda desta semana, o ex-presidente da CASA-CE, Abel Chivukuvuku, garante que até dia 15 deste mês terá partido político. Quando questionado se não temia ser acusado de moldar ao seu propósito as organizações sob sua liderança, Chivukuvuku afirma ser legítimo aspirar a política para servir, servir-se ou ganhar notoriedade, enqudrando as suas motivações no primeiro caso, ou seja, servir Angola.

13 Abr 2019 / 11:56 H.

Mas de entrevistas não é tudo. O escritor e jornalista luso-angolano José Eduardo Agualusa é outro entrevistado, que destaca a necessidade de haver vários leitores para que se faça um bom escritor. Quanto ao papel do Estado no incentivo à leitura, Agualusa defende, entre outros, a criação de bibliotecas escolares e comunitárias. Quanto à economia, o Vanguarda traz como destaque a revisão do Orçamento Geral do Estado (OGE) 2019, um tema há muito em carteira, mas igualmente a dividir opiniões, em função do preço do barril de petróleo.

Joana Benzinho, a portuguesa que conquistou o terceiro lugar nos prémios Terre de Femmes pela sua proactividade, instalando descascadores de arroz na Guiné-Bissau, é outra chamada de capa do Vanguarda, edição que contemplou ainda na capa Netanyahu, no poder em Israel, que se prapara para o quinto mandato.

Mas o caro leitor tem ainda a oportunidade de folhear e ler o Mercado, semanário do grupo Media Rumo, tal como o Vanguarda, que que elegeu para honras de capa o acionista maioritário deste grupo, Domingos Vunge, que detém ainda a revista Rumo, com periodicidade mensal, ao contrário dos noutros dois produtos, que são semanários.

Dos media citados, com projectos em carteira para rádio e televisão, às lavandarias 5àSec, passando pela Casa dos Frescos e, agora, as redes de cafetarias Matabicho, Domingos Vunge diz-se “empresário da nova geração”, e de “peito aberto” para o novo ciclo, consubstanciado na livre concorrência e de outras medidas do Estado, visando abrir a actividade empresarial até ao momento circunscrita a um grupo restrito de actores.

Contudo, o Mercado traz ainda na capa a obrigatoriedade de os bancos comerciais serem obrigados a duplicar crédito. Além disso, os bancos são obrigados a injetarem 2% dos activos no sector produtivo. Tal como no Vanguarda, a revisão do OGE 2019 com o barril a 55 USD, mereceu espaço na capa do Mercado, que traz ainda, na secção Branch With, o percurso de Lídia Miguel, formada em Informática de Gestão, e que viria a tornar-se directora de compras e contratos da UNITAl. Para fechar a capa, o Mercado traz “À Flor da Pele”, nova exposição de Isabel Baptista, no Camões.

Já na Rumo, edição de Abril, o empresário Manuel Monteiro, também conhecido como o “rei da banana”, apesar de ser líder na produção de tomate, preenche a manchete. Numa visita guiada a duas das suas fazendas em Benguela, Manuel Monteiro, desde 1992 na agricultura, fala dos desafios e motivações que o levam a ficar maior parte do tempo no campo.