“First Friday Club” aborda tema das telecomunicações

As telecomunicações foram o tema central do “1st Friday Club”, da passada sexta-feira, no Hotel Trópico. Um evento dirigido à comunidade empresarial e organizado pela Câmara de Comércio EUA-Angola (USACC), que tinha como mote “O impacto das Telecomunicações no ecossistema nacional e internacional”.

A Angola Cables pretende vender os seus serviços a empresas americanas sediadas no País, de acordo com o presidente do Conselho Executivo da empresa angolana de telecomunicações, António Nunes, durante o fórum “First Friday Club”.

Para estas empresas, há uma oferta de múltiplos serviços com ligações aos cabos de fibra óptica da Angola Cables, que são o Sistema Monet (que liga o Brasil e os Estados Unidos) e o SACS (que liga Angola  e o Brasil), totalmente instalados, mas que apenas o Sistema Monet está em funcionamento. A activação do SACS foi projectada para o mês de Setembro deste ano.

António Nunes, que falou acerca do  “O Impacto das Telecomunicações no ecossistema nacional e internacional”, e afirmou que, actualmente, estão a ser feitos os testes finais para o arranque da ligação Angola-Brasil e defendeu que, com a entrada do novo cabo submarino, os operadores internacionais irão interligar-se e terão como vantagem a redução significativa de custos, segundo Jornal de Angola.

António Nunes acrescentou ainda que o uso da internet tem vindo a crescer de forma exponencial e que isto torna as actividades económicas mais eficientes e com menos custos. Neste aspecto, referiu, a indústria cibernética está relativamente melhor do que as outras no mercado, daí a necessidade de captar mais clientes como é o caso das empresas americanas que actuam em Angola.

 

Comentários