Economistas lançam livro sobre a informalidade da economia

A informalidade está na base do lançamento de instrumentos legais e financeiros para fomentar e oficializar os micros e pequenos negócios. No entanto, muitas dessas medidas não se têm mostrado a altura para impulsionar a reconversão da economia.

Embora os instrumentos legais, financeiros e educacionais sejam importantes no combate a esse mal, nenhum desses instrumentos poderá ser válido se não for conhecido o real perfil do trabalhador informal.

É com essa preocupação que a Open Society Iniative for Southern Africa(OSISA) apresenta publicamente o relatório de estudo sobre a “Economia informal em Angola:

Caracterização do Trabalhador Informal”. O estudo será apresentado no próximo dia 27 de Setembro em parceria com o Centro de Estudos Africanos (CEA-UCAN).

Segundo um comunicado a que tivemos acesso, com os economistas Alexandre Ernesto e Gorete Capilo colocam à disposição da sociedade civil angolana e dos decisores políticos informações relevantes à compreensão da actividade informal e das características do trabalhador informal.

Gorete Djanira António Capilo, angolana, economista de formação, licenciada pela Universidade Católica de Angola, com pós-graduação em Desenvolvimento e Políticas Públicas pelo Instituto de Pesquisa Económica Aplicada do Brasil – IPEA, exerce a actividade de pesquisa e consultoria económica bem como de docência universitária em Angola. Funcionária do Ministério da Economia e Planeamento desde 2010, exerceu a profissão de Jornalista na Rádio Nacional de Angola de 1999 a 2014.

Desde Março de 2013 que leciona na Universidade Católica de Angola e em Março de 2018 começou a exercer a mesma função no Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências – ISPTEC, no Departamento de Ciências Sociais Aplicadas.

É professora de Macroeconomia. Partilha a autoria do título “A Economia Informal em Angola: Caracterização do Trabalhador Informal” com o Economista Alexandre Ernesto, colega e amigo de longa data.

Alexandre Ernesto, economista de formação, é Mestre em Economia e Finanças pela Universidade de Leeds (Reino Unido) licenciado em Economia pela Universidade Católica de Angola, com MBA em Gestão e Finanças Corporativas (MBA Atlântico) programa conjunto das universidades UCP, UCAN e PUC-SP.

É pesquisador e docente do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas do Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências (ISPTEC). É, igualmente consultor externo da Administração Executiva da Greentech – Angola Environment Technology, Lda.

Como pesquisador, desenvolve investigações em Economia Aplicada, com realce às finanças públicas/ política fiscal e estudos sectoriais. Co-autor do paper “Oil-shocks and the cyclicality of fiscal policy in developing oil-exporting economy: the case of Angola (20/07/2018)” em parceria com Dr Antonio Rodriguez- Gil, professor na Universidade de Leeds, Reino Unido.

Comentários