Produção industrial em Angola inicia terceiro ano no ‘vermelho’

De acordo com a Lusa citando um relatório do IPI, dos primeiros três meses do ano, realizado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), esta queda na produção (que abrange quatro sectores) foi influenciada sobretudo pela diminuição na produção da “Indústria extractiva”, de petróleo, gás, diamantes e minerais, em 5,5%.

A crise económica e financeira em Angola, com repercussões no consumo e na disponibilidade de divisas para importação de máquinas e matéria-prima, explicam a prolongada queda deste índice, que mede a evolução da estrutura do valor acrescentado na indústria total, em termos de volume de produção.

Contudo, o índice de produção da indústria transformadora até disparou, 17% em termos homólogos, impulsionada pelos produtos petrolíferos e químicos (+54,4%) e pelas bebidas (+25,9%).

Os índices de produção e distribuição de energia e de captação, tratamento e distribuição de água cresceram respectivamente 1% e 34,5%, também no primeiro trimestre de 2018.

Comentários