País regista baixa acentuada na produção de madeira

A produção de madeira em metros cúbicos no presente ano florestal registou uma queda acentuada situada em 87 porcento, em comparação com a campanha do ano anterior.
De  acordo com o  director do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística, Altemiro Diogo, que apresentava o balanço das actividades do ano Agrícola 2017/2018, no âmbito do 1º Conselho Consultivo do Ministério da Agricultura e Florestas, que decorre nesta cidade,  a produção de matéria ficou longe de atingir os 251 mil e 643 metros cúbicos, prognosticada no âmbito do Plano de Desenvolvimento Nacional, atingindo apenas 22.012 metros cúbicos, correspondente a nove por centos, contra mais de 86 mil metros cúbicos do ano anterior.
O director justificou na ocasião que o curto período de exploração esteve na base da baixa na produção.
Quanto a cereais, o país registou a produção de dois milhões e 250 mil 853 toneladas de milho durante o ano agrícola 2017/2018, tendo aumentado 16 porcento em comparação a época anterior, semeada numa área compreendida a dois milhões e 408 mil e 352 hectares.
Altemiro Diogo informou que a  produção do arroz permaneceu estática, ao registar dois milhões e 250 mil e 853 toneladas durante o período em análise, dos três milhões e sete mil e 110 toneladas que tinha sido constituído como meta.
Comentários