Líder mundial em rebuçados investe 20 M€ em fábrica em Angola para entrar em África

A informação consta de uma nota enviada pela Arcor à Comissão Nacional de Valores da Argentina, e que aponta para um investimento global, numa primeira fase, de 45 milhões de dólares, suportado em partes iguais com o grupo Webcor. A operação está sujeita à aprovação das autoridades angolanas competentes.

O objetivo, além do mercado angolano, prende-se com a exportação da futura produção para os países vizinhos, na África austral.

A avançar o negócio, trata-se da primeira fábrica da Arcor fora da América Latina, onde já conta com 47 unidades industriais, em vários países, líder na produção de alimentos, guloseimas, chocolates ou biscoitos, através de várias marcas.

Criada na Argentina em 1951, a Arcor, presidida por Luis Pagani, é atualmente a maior empresa de alimentos da Argentina e o primeiro produtor mundial de rebuçados, empregando 20.000 trabalhadores nas fábricas na Argentina (37), Brasil (5), Chile (3), México (1) e Peru (1).
O grupo Arcor faturou em 2017 mais de 3.000 milhões de dólares (2.580 milhões de euros), tendo os seus produtos à venda em 120 países.

Comentários