Relações com passado e com futuro: “Governo quer deixar de lado o sector petrolífero e apostar na diversificação da economia”

Domingos Custodio Vieira Lopes, Secretario de Estado da Cooperação internacional e Comunidades angolana revela que apesar de ser consciente dos constrangimentos que actualmente atravessem os dois países, considera que serão resolvidos em tempo oportuno.

Acrescenta que a diversificação económica é um tema central e que a sua condição geoestratégica permite a sua afirmação no consenso das nações.

Considera que é legitimo sublinhar relativamente a Angola, as relações são sustentadas por vários elementos tais como o jurídico mas o sector empresarial tem um grande valor pois existem imensas empresas portuguesas que possuem empresas em Angola e deste modo o governo angolano quer continuar contar com os portugueses para o melhorativo da qualidade de vida dos País.

Afirma que “o nosso maior desejo é elevar a cooperação entre os dois países e é necessário o engajamento de todos”.

Termina realçando que a realização deste encontro tem uma importância singular pois o Governo quer deixar de lado o sector petrolífero e procura agora apostar na diversificação da economia

 

Comentários