Gigantes da banca angolana recebem mais 18 milhões de euros

Por Mateus Maquiadi

O Big Five da banca angolana (BPC, BAI, BMA, BFA e o BIC) comprou 18 milhões de euros a mais em relação à venda anterior, representando uma subida de mais de 100%. Na penúltima venda, no dia 04 de Julho, recebeu 13 milhões, num leilão de 30 milhões de euros, ao passo que, no último leilão, no dia 09 de Julho, recebeu cerca de 31 milhões de euros, quando o BNA disponibilizou 52 milhões de euros a mais, ou seja, 82 milhões de euros.

Nos dois últimos leilões, dos Big Five, o BPC foi o que mais recebeu (cerca de 10 milhões de euros), ao passo que, o BAI foi o que menos recebeu (cerca de 8 milhões de euros).

No último leilão, os Big Five arrecadaram 38% das divisas, no penúltimo arrecadaram cerca de 43% perfazendo uma variação negativa de 5%.

A variação negativa de 5% deve-se ao facto de que, no penúltimo leilão terem participado apenas 24 bancos, e neste último participaram 2 bancos a mais, o que permitiu uma distribuição mais alargada das divisas colocadas.

Comparativamente ao penúltimo, neste último leilão o BNA colocou 52 milhões de euros a mais, e de acordo as contas do Mercado, se os Big five tivessem arrecadado os mesmos 43% conforme aconteceu no último leilão, teriam arrecadado 35.6 milhões, ou seja, cerca de 22 milhões de euros a mais.

No último leilão, os Big five arrecadaram juntos 31 milhões de euros correspondentes a aproximadamente 38%. Ou seja, cerca de 38% das divisas colocadas no mercado foram arrecadadas pelos 5 maiores bancos, enquanto o restante arrecadou cerca de 62%.

No penúltimo leilão, os Big Five arrecadaram cerca de 13 milhões de euros, perfazendo um peso de 43%, e o restante arrecadou 58%.

Comentários