BCI necessita de AKZ 11 biliões para financiar Projovem

O Banco de Comércio e Indústria (BCI) está sem disponibilidade para financiar 600 projectos do Projovem, avaliados em 11 biliões de kwanzas.

“Temos 600 processos do Projovem que deram entrada e foram aprovados, mas não podem sair porque não temos dinheiro, cerca de AKZ 11 biliões”, disse, em conferência de imprensa,  Filomeno Ceita, quando  fazia o balanço dos últimos três anos de actividades, promovida por ocasião do 27º aniversário, que se  assinalou Quarta-Feira última.

Além dos processos acima referidos, que entraram recentemente, outros 276 tinham sido aprovados, dos quais 230 foram financiados com quatro biliões e 370 milhões de kwanzas.

Segundo o gestor dos 230 financiados, Luanda ficou com 122 projectos e a zona leste do país (composta pelas províncias do Moxico, Lunda Sul e Lunda Norte) teve poucos projectos aprovados.

Dizer que os projectos estão virados para as áreas de comércio, prestação de serviços, agricultura, indústria, pesca e hotelaria. “Já há beneficiários a reembolsarem os valores ao banco”, finalizou.

 

Comentários